Trotskismo X Leninismo, de Harpal Brar — Prefácio

imagens-livros-normal-lv247001_n-1

Traduzido diretamente da versão original (http://www.mltranslations.org/Britain/trotvslenin.htm)

Prefácio
Um dos mitos perpetrados por trotskistas, com ajuda considerável da burguesia imperialista, é o de que o leninismo e trotskismo são sinônimos; que Trotsky foi, depois de Lenin, o mais brilhante e maior bolchevique (alguns até acrescentam que Lenin foi um grande trotskista); que Trotsky foi o verdadeiro herdeiro do leninismo e digno sucessor de Lenin, porém teria sido desprovido de seu lugar de direito pelas manobras astutas de uma mediocridade de terceira classe e um déspota oriental de botas, isto é, Joseph Stalin. Este mito anticomunista, repetido ad nauseam década após década, na forma de Goebbels, não apenas em publicações trotskistas mas também em salas de aula por professores pequeno-burgueses e professores de História e Sociologia, para não mencionar a imprensa e mídia eletrônica imperialistas, este mito adquiriu a força de um preconceito público. Esse preconceito é produto da distorção e falsificação, pelo trotskismo e seus aliados burgueses, do marxismo-leninismo, de deliberadas invenções, decepções, insinuações, omissões e interpretações tendenciosas da história da Grande Revolução de Outubro e da prática e do papel revolucionários da URSS, por um lado, e a ignorância daqueles sobre os quais estas mentiras, distorções e completas falsificações, por outro. Qualquer pessoa que tenha realizado algum estudo, sem falar em estudos profundos, do tema não pode se não estar atento à total falsificação desse mito.

Continuar lendo

Anúncios

Mais uma mentira de Yoani Sánchez

Por “M.H. Lagarde”

Depois de aparecer disfarçada, com peruca, roupas, sapatos e bolsa, de turista alemão, em um debate sobre internet, em Havana, agora a blogueira mercenária, depois de ter sido brevemente detida, tem posado de ex-sequestrada e em muletas.

Que essa blogueira persista nesse tipo de disparate, não é nada de novo.

Ela toda é uma mentira do início ao fim. Na verdade, a sua reputação de renome internacional é apenas uma farsa organizada por aqueles que estão empenhados em atacar a revolução cubana e nunca se cansam de inventar e reciclar novos “personagens” para esta finalidade.

Não é de estranhar, então, que vários meios de imprensa tenham se prestado, sem vacilar, como cenário de sua última atuação. Após sua detenção breve, a mercenária disse que ela tinha sido “espancada” por seus “sequestradores”, mas até agora, ela que sempre está bem equipada e sempre pronta para filmar e gravar tudo, não foi capaz de apresentar uma imagem da surra que recebera, mesmo que tenha passado todo o fim de semana “com o rosto e sobrancelha inchados”, conforme declarou.

Continuar lendo

Oportunismo – um Permanente Aliado da Burguesia

Eurocomunismo é Anticomunismo
De Enver Hoxha

Parte I

A NOVA ESTRATÉGIA IMPERIALISTA E O NASCIMENTO DO REVISIONISMO MODERNO

Oportunismo
– um Permanente Aliado da Burguesia

O surgimento do revisionismo contemporâneo, assim como do velho revisionismo, constitui um fenômeno social condicionado por diferentes e numerosas causas históricas, econômicas, políticas etc. Considerado em seu conjunto, é um produto da pressão da burguesia à classe trabalhadora e sua luta. O oportunismo e o revisionismo têm estado estreitamente vinculados, desde o início, à luta da burguesia e do imperialismo contra o marxismo-leninismo, têm sido parte integrante da grande estratégia capitalista orientada para minar a revolução e perpetuar a ordem burguesa. À medida que avança a causa da revolução e o marxismo-leninismo vai se difundindo entre as amplas massas populares, o imperialismo tem dedicado uma maior atenção à utilização do revisionismo como sua arma favorita contra a triunfante ideologia do proletariado, como instrumento para solapar esta ideologia.

Continuar lendo