Justiça condena Datena por relacionar ateísmo a crimes

datena

Lembram-se do post Datena ataca ateus em rede nacional?

A Justiça Federal de São Paulo condenou a Band a promover uma campanha esclarecendo sobre “a diversidade religiosa e a liberdade de consciência e de crença no Brasil”.

A condenação é resultado de uma ação do Ministério Público Federal contra comentários feitos por José Luiz Datena, no Brasil Urgente, em julho de 2010.

Na ocasião, Datena relacionou a prática de crimes bárbaros ao ateísmo.

Ao repercutir com o repórter Márcio Campos o fuzilamento de um garoto, Datena disse que a morte era consequência da “ausência de Deus”, porque “um sujeito que é ateu não tem limites, e é por isso que a gente vê esses crimes aí”.

Datena atribuiu aos ateus boa parte dos males do mundo:

“É por isso que o mundo está essa porcaria. Guerra, peste, fome e tudo mais, entendeu? São os caras do mau. Se bem que tem ateu que não é do mau, mas, é …, o sujeito que não respeita os limites de Deus, é porque, não sei, não respeita limite nenhum”.

Para o Ministério Público, o comentário foi preconceituoso contra todas as pessoas que não acreditam em Deus. E a Band “prestou um desserviço para a comunicação social, uma vez que se portou de forma a encorajar a atuação de grupos radicais de perseguição a minorias, podendo, inclusive, aumentar a intolerância e a violência contra os ateus”.

De acordo com a setença da Justiça Federal, a Band terá de exibir os esclarecimentos durante o mesmo tempo que duraram os ataques aos ateus, ou seja, 50 minutos. Em caso de não cumprimento, a multa de R$ 10 mil por dia.

Cabe recurso.

A Band informou que ainda não foi notificada sobre a decisão e que irá recorrer.

Fonte: http://noticias.r7.com/blogs/daniel-castro/justica-condena-datena-por-relacionar-ateismo-a-crimes/2013/01/31/

Anúncios

Datena ataca ateus em rede nacional

datena

Dia 27 de julho cidadão jornalista José Luiz Datena conseguiu superar seu colega Boris Casoy no quesito preconceito. Porém seu alvo não foram os lixeiros e sim os ateus.

Ele criou uma enquete no seu programa para as pessoas responderem se acreditavam em Deus ou não. Como era de se esperar, muitas pessoas votaram “não”. E começa a intolerância:

Continuar lendo