Bill Bland ― Existe um mercado sob o socialismo?

Original em inglês: http://ml-review.ca/aml/BLAND/MarketUnderSocialism.html

Foi sugerido durante o debate que o termo “mercado” tinha relevância apenas para uma sociedade capitalista. Mas o dicionário define o termo “mercado” como

“A demanda .. (por uma mercadoria).” [demand (for a commodity)] (‘Dicionário Oxford de Inglês’, Volume 9, Oxford, 1979;. P 305).

e o termo “demanda” como:

“Uma chamada para uma mercadoria por parte dos consumidores”. [a call for a commodity on the part of consumers] (‘Dicionário Oxford de Inglês’, Volume 4, Oxford, 1979;. P 430).

Continuar lendo

Anúncios

Desmascarando mitos sobre Marx e Engels

Vídeo acerca de mitos criados na internet e fora dela a respeito da obra e da pessoa de Karl Heinrich Marx e Friedrich Engels, com o intuito de desacreditar a luta dos trabalhadores e de criminalizar os movimentos sociais por falsificadores profissionais.

POR CRISTIANO ALVES

Complemento à desmistificação escrito por mim, depois dos vídeos.

POR SGBD

Continuar lendo

Crise aumenta a procura pelas obras de Karl Marx

A recente crise mundial foi um  incentivo para a procura das obras socialistas, em especial “O Capital” de Karl Marx, no qual ele praticamente refuta as bases fundamentais o capitalismo.
Na cidade São Paulo grandes livrarias já esgotaram a venda de exemplares das obras em menos de um mês. Na Livraria Cultura por exemplo, as dez únicas obras que haviam na loja esgotaram em menos de 15 dias.

Esse fenômeno também ocorre em outros países. Na Alemanha, por exemplo, a procura pelo livro aumentou cerca de 300%. A editora Karl Dietz, uma das maiores dedicadas a livros de esquerda já vendeu, somente este ano, 1,5 mil cópias de “O Capital”. As vendas mensais superaram o que antes eram as vendas ANUAIS.

Para David Bamford, da BBC, a população vê a crise atual como um fracasso do capitalismo e que a obra de Marx poderia ajudar a entender o que deu errado.

Além da venda de livros, aumentou para 40 mil o número de visitas à cidade natal de Marx, Trier. O curador do museu da cidade afirmou que já perdeu as contas de quantos visitantes ele ouviu dizer que Marx estava certo em suas críticas ao capitalismo.

Esse fato reflete uma evolução no pensamento da sociedade, ainda que lenta e gradual. Mais pessoas estão preocupadas com a crise; mais pessoas começam a pensar seriamente sobre o capitalismo, lendo sobre política e economia. Resultado: força às ideias contestadoras e conscientização política.

Que esses números aumentem ainda mais!

Por “S.G.B.D.”