Norte-coreana sequestrada pelo governo sul-coreano na fronteira com a China

Pyongyang, 3 de julho (KCNA) — Mulher da República Popular Democrática da Coreia (RPDC, vulgarmente conhecida como Coreia do Norte), Pak Jong Suk, foi entrevistada por repóreres coreanos e estrangeiros dia 28 de junho.

Ela retornou à Coreia do Norte após ter sido levada para a Coreia do Sul.

Pak Jong Suk pôs a nú a verdade por trás da algazarra sobre “desertores do norte” instigados pelo regime fantoche sul-coreano, e sua situação miserável. Disse que o “governo” sul-coreano está usando “desertores” em sua campanha anti-RPDC de “direitos humanos”.

Ela continua:

Os desertores são uma escória que fazem um porto de rancor contra o sistema da RPDC ou cometeram crimes na RPDC antes de fugir. Fazem confrontos desesperados com a RPDC para conseguir algum dinheiro em troca pelo agrado ao grupo conservador da sul-coreano.

Agora as autoridades do “governo” sul-coreano não deixam nenhuma pedra virada sobre sua propaganda anti-RPDC. Aqueles disfarçados de “organização da cruz vermelha” ou “voluntários” fascinam “desertores do norte” com dinheiro e fazem invectivas difamando a RPDC e justificando a sociedade sul-coreana e até mesmo organizando manifestações cantando slogan anti-RPDC. As pessoas não querem ir porque estão atentas de que são instigadas à confrontação com falsas histórias e fabricações e que frequentemente terminam em caos. Aí está o porquê das autoridades inventarem tais métodos.

Uma vez a mídia sul-coreana declarou aos berros que os “desertores do norte” que foram para a China foram levados de volta para o norte. Depois, foi revelado que as autoridades inventaram a história de propaganda anti-RPDC usando nomes daqueles que foram para o exterior ou já estavam mortos.

Perguntado sobre como foram à Coreia do Sul, um homem falou que foi atraído por uma soma total/lump sum (http://pt.wikipedia.org/wiki/Lump_sum) e outro disse que foi bêbado ao banheiro e alguém  o ameaçou a levá-lo à Coreia do Sul. Houve até um homem que foi seduzido por uma mulher. Havia muitas outras razões.

De fato, o pior abusador dos direitos humanos é nada mais que o grupo de Lee Myung Bak. [Nota minha: Lee Myung Bak é presidente da Coreia do Sul]

O grupo Lee está agora vociferando persistentemente sobre o problema dos “desertores”, fazendo esforços desesperados para difamar a RPDC, usando escória humana. Mas é uma ação tola.

Fonte: http://www.kcna.kp/goHome.do?lang=eng
DPRK Woman Interviewed upon Her Return Home, notícia de 4 de Julho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s