RSS

As Classes Sociais — Melciades Peña

30 jun

Não se pode confundir a posição de classe com a quantidade de dinheiro que se ganha. Sendo assim, a classe dominante em seu conjunto ganha muito dinheiro enquanto que a classe oprimida em seu conjunto ganha apenas o necessário para viver. Mas nos setores intermediários da sociedade e dentro de cada classe as coisas não são tão nítidas e um burguês pode ganhar cem vezes mais que outro, sem que um dos dois deixe de ser burguês.

Por isso Marx afirmou que: “A divisão em classes não está fundamentada nem na magnitude da fortuna, nem na da renda. O sentido grosseiro transforma a distinção de classes segundo o tamanho da carteira do indivíduo. A medida da carteira é de uma diferença apenas quantitativa, porque se pode sempre jogar um indivíduo da mesma classe contra outro.” (A Sagrada Família).

Por outro lado, tampouco a classe social deve ser confundida com a profissão. Dentro de cada classe existe uma infinidade de profissões. “São as classes que influem na escolha das profissões. Um burguês não será serralheiro ou carpinteiro. Homens de diversas profissões são iguais por serem burgueses e se tratam como tais. A burguesia reserva para si as profissões de iniciativa, de comando, de inteligência e deixa às classes populares os ofícios de execução, de obediência, de esforço físico.” (Gurvicht).

Por fim, faz-se necessário distinguir “classe” e “casta”. A classe é um grupo social “aberto”, no sentido de que legalmente nada impede as pessoas de mudarem de classe. Se um operário quer ser burguês não há nenhuma lei, escrita ou não, que o proíba. Só lhe falta o dinheiro… ou se casar com a filha de um burguês. Por sua vez, a casta é um grupo social fechado, no qual se nasce e se morre, sem modificação possível. O indivíduo não pode, por sua própria determinação, entrar nem sair de uma casta. (…)

A classe existe antes de cada indivíduo, independente de sua vontade, e modela os indivíduos conforme as categorias que regem a existência da classe. (…)

Bem, como já puderam observar, o marxismo caracteriza as classes sociais pelo conjunto de suas condições básicas de existência, não pelo que os homens crêem ou possam crer que são, mas pelo que realmente são no decorrer de sua vida. Será concebível a existência de uma classe sem que os indivíduos envolvidos se dêem conta de que constituem uma classe? Ou como questionou o sociólogo francês Gurvitch: “Pode existir uma classe sem ter consciência disso?”. O marxismo responde a esta questão distinguindo, nas palavras de Hegel, classe em si e classe para si.

A diferença entre “classe em si” e “classe para si” e a transformação de uma em outra, é descrita por Marx nos seguintes termos: “As condições econômicas transformaram a massa do país em trabalhadores. O domínio do capital criou uma situação comum, interesses comuns a esta massa. Assim, esta massa já constitui uma classe frente ao capital, ou seja, uma ‘classe em si’, mas não ‘por si mesma’. Na luta, esta massa se une, constitui uma classe ‘por si mesma’. Os interesses que defendem se tornam os interesses da classe.” (Miséria da Filosofia).

Uma classe é “em si” pelo simples fato de existir. Uma classe é “para si” quando toma consciência do que a distingue de outras classes, ou seja, quando adquire “consciência de classe”.

 
3 Comentários

Publicado por em 30/06/2012 em Marxismo

 

Tags: , , , , , , ,

3 Respostas para “As Classes Sociais — Melciades Peña

  1. Paulo Fernandes

    30/09/2014 at 00:37

    Amigo, por acaso esse é o texto completo da Melciades Peña? Se não, poderia me fornecer um link onde pudesse encontrá-lo?
    Obrigado.

     
    • xSGBDx

      02/10/2014 at 13:03

      Boa tarde. É uma parte do texto “Notas de iniciação marxista”. Mas não consegui encontrá-lo a não ser na citação desse extrato, que está na coletânea da Editora Sundermann chamada “As classes sociais no capitalismo”.

       
      • Paulo Fernandes

        02/10/2014 at 18:38

        Pois é. Acho que consegui, separadamente, todos os textos que compõem esse livro da Sundermann. Só faltava mesmo encontrar este da Melciades Peña integralmente. rs

        Mas valeu!

         

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: